Pierre Cardin, das origens ao sucesso

Cardin nasceu em 07 de julho de 1922, na Itália. Mas sua família se transferiu para a França. Aos 16 anos ele vai trabalhar na Cruz Vermelha, em Paris.

Depois da guerra Cardin começa a trabalhar na Maison Madame Paquin, em seguida na Maison Schiaparelli e, finalmente, na Dior. Posteriormente ele monta sua própria Maison e, em 1953, lança sua primeira coleção de alta-costura. No ano seguinte ocorre a inauguração de sua primeira loja, com nome de Evy (Eva).

Inovador e Visionário

Inovador, Pierre Cardin causou frenesi no mundo da moda ao ser o primeiro, em 1979, a fazer um desfile na Muralha da China.

Da mesma forma, Pierre Cardin era um visionário, considerava o vestuário como um dos símbolos mais representativos do ser humano pois, sem as roupas, muito da identidade de uma pessoa é perdida. Sendo assim, ele sempre buscava criar para o amanhã, gostava muito da simetria e da geometria.

Além disso, Cardin trabalha a forma esférica em suas criações, o que é bem contemporâneo à época da corrida espacial, pois a inspiração era no cosmos e em satélites.

 

Simetria e geometria nas coleções de Pierre Cardin…

A democratização da moda

Em 1959 Cardin resolve que deveria democratizar a moda, o que significava um sacrilégio para a Chambre Syndicale de la Mode. Por isso ele é expulso e resolve produzir exclusivamente a moda prêt à porter (pronta para usar), deixando de lado a chamada alta-costura. 

O prêt à porter é uma tendência que Cardin supostamente teria desenvolvido enquanto era amigo de Yves Saint Laurent e, posteriormente ao lançamento por Cardin, eles deixaram de ser amigos. Isso fez surgir a especulação de que Cardin teria usado a ideia de Saint Laurent. Teoricamente porque Cardin lançou primeiro o conceito da moda “pronta para vestir”.

Em 1957 Cardin abre a loja Adam. O que o tornava “o Deus” da moda, já que havia criado as lojas Adão e Eva, respectivamente de moda masculina e feminina. Em contrapartida, alguns críticos consideravam suas criações demasiadamente disruptivas

Pierre Cardin também cria as fotos publicitárias coletivas, com várias modelos simultaneamente e todas fazendo poses robóticas. Além disso, ele foi responsável pelo figurino dos Beatles. Bem como pelas composições com fortes contrastes entre cores.

Em 1966 Cardin lança uma linha infantil prática e colorida. Já existia a linha infantil da Dior, porém no universo da alta-costura. Assim como, é o primeiro a realizar desfiles nos quais inclui modelos homens e mulheres dividindo o mesmo espaço de passarela

Cria, ainda, as primeiras peças de vestuário unisexE foi o primeiro a fazer seu logotipo do lado de fora das roupas, e a lançar uma linha de armações de óculos com a sua marca.

Pierre Cadin providenciou a construção da icônica mansão “Palácio Bolha”. Na verdade havia até azulejos de banheiro com a marca Pierre Cardin.  

Em 2016 ele comemorou 70 anos de design. Era apaixonado pelo Art Nouveau (década de 20).

Sobretudo, Cardin acreditava que a moda tinha um sentido psicológico e social. Seu pupilo foi Jean-Paul Gaultier.

Pierre Cardin sempre trabalhou, dizia que isso o matinha jovem. Morreu em 29 de dezembro de 2020. Seu maior orgulho foi ter sido eleito membro da Academia de Belas Artes da França.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.