Semana de Moda, como surgiu?

Como tudo começou?

Antes de mais nada, tudo começou com o advento dos primeiros desfiles de moda, em 1858, quando Charles Frederick Worth, estilista inglês considerado pai da alta-costura, convidou a sua esposa e as funcionárias da sua maison para desfilar as criações para as clientes.

Contudo, nos EUA, os desfiles iniciaram apenas em 1903, na loja Ehrich Brothers, em Nova Iorque. Foi a primeira loja a realizar desfiles, ocasião em que o evento recebeu o nome de show, até hoje adotado nos Estados Unidos.

Entretanto, somente em 1920, os grandes costureiros, de modo geral, começam a ser atraídos a realizar desfiles, iniciando por Paul Poiret. Dez anos depois, as criações surreais de Elsa Schiaparelli também embarcaram na realização de desfiles, assim como os demais estilistas renomados da época. Todavia, os eventos eram intimistas e exclusivos para clientes.

Posteriormente, a ideia de unir vários designers em um só momento e apresentar suas coleções teve início em 1943, em Nova Iorque. Apenas dois anos depois nasce a semana de alta-costura em Paris. Mais tarde, em 1958, surge a Semana da Moda de Milão.

Enquanto isso, Dior é o primeiro a abrir as portas de seus desfile para imprensa, em 1947, porém não era permitido fotografar. Neste interim, Nina Ricci e o filho, Robert, apresentaram sua coleção usando bonecos com cerca de 45cm de altura, devido a falta de tecidos, consequência da Segunda Guerra Mundial.

Apenas em 1973 tem início a Semana de Moda do Prêt-à-porter (pronto para vestir). Ou seja, todos os eventos de moda anteriores eram de alta-costura. Dez anos depois é organizado o Conselho de Moda Britânico, que um ano mais tarde realiza a Semana de Moda Britânica.

Desde então, o público dos desfiles torna-se mais diversificado, composto por compradores de lojas de departamentos, multimarcas, grandes clientes, amigos da marca, celebridades, e influenciadores.

De  acordo com o protocolo quem fica na primeira fila dos desfiles são os principais editores de moda das grandes publicações do segmento, proprietários da marca e celebridades. Em média a duração de cada desfile é de 9 a 14 minutos.

Em contrapartida, o primeiro a transmitir um desfile online foi Helmut Lang, nos anos 80. Porém o primeiro desfile transmitido ao vivo foi o de Alexander McQueen, na London Fashion Week, em 2010.

Na atualidade os desfiles de moda passaram a ser reconhecidos como fundamentais para transportar o público para o contexto de criação através do qual a coleção foi idealizada.

Sequência das Semanas de Moda

Em síntese, a ordem anual de realização dos desfiles ocorre da seguinte forma: Nova Iorque, Londres, Milão e Paris. Essas quatro cidades são estratégicas na indústria da moda, e na comunicação da moda no mundo ocidental, pois concentram o maior número de maisons e griffes.

Além disso, as principais editoras estão sediadas nestas mesmas cidades. Sendo assim, as matérias publicadas nestes centros facilmente são distribuídas pelo mundo.

Definitivamente, cada uma dessas cidades se comunica com um tipo de clientela. De qualquer modo, Impactar para ser lembrado é o objetivo das marcas nas semanas de moda.

Acima de tudo, o calendário das semanas de moda facilita toda organização da indústria de moda: compradores, imprensa, modelos, etc. As semanas de moda são divididas em masculina e feminina para organizar a produção das tecelagens.

Outra vantagem das Semanas de Moda é impactar positivamente o turismo em cada respectiva cidade onde os shows ocontecem. Storytelling, aproximar a moda do real, do povo, das pessoas também é o objetivo das semanas de moda. Ou seja, contar as histórias de pessoas que criam, produzem e trabalham com estética.

Curiosidade: O primeiro estilista a ligar para uma estrela de Hollywood afim de oferecer suas criações para vesti-la em um evento de tapete vermelho foi Giorgio Armani.

Então, você curte assistir às transmissões das Semanas de Moda? Tem preferência por alguma das cidades ou de designers? Conta pra gente nos comentários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.